Polícias Civis dão seguimento à Operação Luz na Infância em sua terceira edição

Polícias Civis dão seguimento à Operação Luz na Infância em sua terceira edição

Polícias Civis de vários Estados brasileiros participaram, nesta quinta-feira, 22, da Operação Luz na Infância 3, coordenada pelo Ministério da Segurança Pública (MSP) em conjunto com o Conselho Nacional de Chefes de Polícia Civil.

A operação integra a força-tarefa de combate à prática de pedofilia em âmbito nacional e internacional, cujas ações coordenadas neste dia envolvem Polícias Civis do Distrito Federal e de 18 estados, além do Corpo de Investigações Judiciais (CIJ) do Ministério Público Fiscal da Cidade Autônoma de Buenos Aires, Argentina, tendo a maioria dos alvos identificados pela Diretoria de Inteligência da Secretaria Nacional de Segurança Pública (Dint/Senasp/MSP).

As equipes procuram arquivos com conteúdos relacionados a crimes de abuso e exploração sexual contra crianças e adolescentes.

“Fotos da genitália de suspeito estavam arquivadas e supostamente eram utilizadas na persuasão a crianças para encaminhamento de registros fotográficos de suas próprias partes íntimas. O indivíduo fazia uso de fotografia de terceiro, modelo, para uso em perfil de redes sociais, a fim de otimizar o convencimento de suas vítimas”, declarou o delegado Gregory Monte, titular da Delegacia de Repressão a Crimes Cibernéticos (DRCC) da PCTO.

As ações simultâneas realizadas no Brasil e na Argentina mobilizam um efetivo aproximado de 1.000 policiais. A Operação Luz na Infância 3 é fruto de cooperação entre a Diretoria de Inteligência da Senasp, a Polícia de Imigração e Alfândega dos EUA (US Immigration and Customs Enforcement-ICE), o Corpo de Investigações Judiciais (CIJ) do Ministério Público Fiscal da Cidade Autônoma de Buenos Aires e as Polícias Civis do Brasil para o desenvolvimento e aprimoramento da atividade de repressão à exploração sexual infanto-juvenil.

A ação cumpriu 69 mandados de busca e apreensão no Brasil. Autoridades argentinas também cumpriram 41 mandados de busca.