Polícia Civil de Pernambuco, com apoio das Polícias Civis do Rio de Janeiro e da Bahia, desarticula grupo criminoso especializado em fraudes contra servidores públicos

Polícia Civil de Pernambuco, com apoio das Polícias Civis do Rio de Janeiro e da Bahia, desarticula grupo criminoso especializado em fraudes contra servidores públicos

A Polícia Civil de Pernambuco deflagrou, na terça-feira (17), a 55ª Operação de Repressão Qualificada de 2021, denominada Summit. As investigações se iniciaram em janeiro deste ano, por meio da Delegacia Circunscricional de Casa Amarela, visando desarticular um grupo criminoso especializado em fraudes contra servidores públicos e aposentados e que atuava por meio de pessoas jurídicas constituídas especialmente para esse fim em um tipo de fraude conhecida por “Esquema Ponzi”. Estima-se que o esquema vitimou 300 pessoas em Pernambuco e movimentou R$ 40 milhões.

O êxito da Operação Summit é resultado do trabalho em equipe. A investigações tiveram assessoria da Diretoria de Inteligência da Polícia Civil de Pernambuco – DINTEL e contaram com o apoio do Laboratório de Lavagem de Dinheiro – LAB/PCPE; da Delegacia de Repressão ao Estelionato e do PROCON-PE.

Os policiais de Pernambuco tiveram ainda o importante apoio do PROCON do município do Rio de Janeiro-RJ, do Banco Central – BACEN, Comissão de Valores Mobiliários – CVM, Secretaria de Operações Integradas – SEOPI/MJSP e das Polícias Civis do Rio de Janeiro e Bahia, nossas co-irmãs.
Tais parcerias possibilitaram o cumprirmento de 32 Mandados de Busca e Apreensão Domiciliar, 33 bloqueios de saldos de contas bancárias expedidos, 31 quebras de sigilo fiscal, além de medidas cautelares diversas para identificação e bloqueio de ativos nos estados de Pernambuco, Bahia e Rio de Janeiro, dentre outras medidas decretadas pela Primeira Vara Criminal da Capital.