Ação conjunta entre PCSC e PCRS realiza prisões por furto de joias e extorsão

Ação conjunta entre PCSC e PCRS realiza prisões por furto de joias e extorsão

Na manhã desta quarta-feira (25), a Polícia Civil de Santa Catarina, em conjunto com a Polícia Civil do Rio Grande do Sul, desencadeou a Operação Garimpo. A ação é referente a investigação de furto de grande quantidade de joias e extorsão de uma empresária em Criciúma, sul do estado catarinense.

Na ação, foram cumpridos cinco mandados de busca e apreensão, em Novo Hamburgo (RS) e São Leopoldo (RS), e realizadas as prisões simultâneas dos dois envolvidos, um em Criciúma (SC) e outro em Novo Hamburgo (RS).

Os suspeitos são investigados em inquérito policial da 1ª Delegacia de Polícia de Criciúma, que apura o furto de um apartamento na área central da cidade, de onde foram subtraídos mais de R$ 400.000,00 em joias.

Os autores do fato também estavam praticando extorsão contra a vítima, exigindo dinheiro, mediante ameaças de morte através de ligações telefônicas. Foram apreendidos grande parte dos objetos furtados e roupas usadas pelos criminosos no momento do fato. Após os procedimentos, os presos serão encaminhados ao sistema prisional catarinense.

A operação contou com a participação de 26 policiais e sete viaturas da 1ª Delegacia de Polícia de Criciúma, DIC/PCSC e NINT/PCSC, coordenados pelos Delegados de Polícia Carlos Emilio da Silva e Yuri Miqueluzzi, além de policiais da 2ª Delegacia de Novo Hamburgo-RS, coordenados pelo Delegado de Polícia Ivair Matos Santos.